A Inteligência Artificial tem fome de CPU e GPU. Como resolver?

As oportunidades de negócios que podem ser alcançadas com a Inteligência Artificial são excepcionalmente promissoras. Há iniciativas em todo o mundo, em todos os setores para todos os tamanhos de empresas.

A Inteligência Artificial não é modismo passageiro, é o futuro que já está batendo em nossas portas.

Pensando na infraestrutura adequada para rodar as soluções baseadas em IA, o IDC fez um estudo* e concluiu que as empresas estão maduras e conscientes sobre a importância da IA.

Porém, vão precisar revisar sua infraestrutura, uma vez que ela demanda grande capacidade de processamento e é uma devoradora de CPUs e GPUs.

Estamos falando aqui das tecnologias que usam processamento de linguagem natural (PNL), análise de imagem e vídeo, aprendizado de máquina, gráficos de conhecimento, tecnologias de deep learning e analytics, usadas para responder perguntas, descobrir insights e dar recomendações.

São tecnologias que trabalham com quantidades gigantescas de dados, que precisam ser acessados constantemente e processados com rapidez.

No levantamento do IDC, a IA está sendo usada principalmente para:

  • Atendimento ao cliente automatizado, feito por agentes digitais.
  • Recomendação de produtos, com soluções de IA atreladas a CRM para entender o contexto do cliente em tempo real.
  • Sistemas automatizados para prevenção e identificação de ameaças a bancos de dados e sistemas.
  • Análise e prevenção a transações fraudulentas em seguros e diferentes áreas.
  • Manutenção preventiva automatizada de máquinas em indústrias, reduzindo a inatividade e o custo de manutenção.

Todos esses sistemas demandam a ingestão de grandes quantidades de dados. Também demandam processamento paralelo, alcançado com CPUs multithread combinadas com GPUs, interconexões rápidas, grandes quantidades de memória e recursos avançados de E/S para gerenciar os dispositivos de entrada e saída ligados ao computador.

COMPUTACAO-DE-ALTO-DESEMPENHO

Sintonizada nas necessidades de seus clientes, a IBM lançou o Power System AC922, desenvolvido para os desafios que a implementação de IA pode impor ao seu ambiente. O AC922 entrega a mais fluida execução de IA e computação de alto desempenho (HPC) modernos.

Os cientistas de dados podem usar suas ferramentas favoritas sem sacrificar a velocidade e o desempenho, implementar intensas cargas de trabalho em dados, como estruturas de deep learning e bancos de dados acelerados, com total confiabilidade e segurança.

O Power System AC922, seja on premise ou na nuvem IBM, representa a base de hardware para as novas demandas de IA com a qual os clientes podem realmente se beneficiar.

As novas cargas de trabalho de IA estão começando a desafiar seriamente a infraestrutura local e em nuvem em que são executadas, por isso, este é o momento ideal para traçar a jornada da IA de sua empresa.

Conte com os especialistas da Lanlink!

LANLINK-ESPECIALISTAS-ATENDIMENTO-IBM

—–

*Fonte: White Paper: Ready to Scale AI? Don’t Suffer from Core Starvation

https://www.ibm.com/downloads/cas/94ZQ78BO

Site Footer